Páginas

SEJAM BEM VINDOS

olá! sejas Bem vindo ao s.o.s da mulher,espero que goste dos tópicos e que seja de bastante aproveito para vc.
se gostar ou estiver com alguma dúvida comenta ou fala no mural ao lado irei te ajudar e agradecer.
Beijão, fique avontade.

Loading...

quarta-feira, dezembro 22, 2010


7 dicas para sedução

0

7 dicas para sedução

Tudo o que você precisa colocar em prática para arrasar no jogo da sedução

sete dicas seduçao 300x200 7 dicas para sedução
Quando a intenção é seduzir um homem, investir nos pontos fortes pode fazer toda a diferença. Mas além de aproveitar suas qualidades, existem alguns segredinhos sobre a arte da sedução que você deve conhecer.
Confira um guia com 7 dicas para sedução que merecem ser colocadas em prática.

1 – Deixe seu corpo falar

Alguns gestos, sinais e olhares podem ser muito atraentes. Mas para que a linguagem corporal funcione, nada de exageros. Vale mexer no cabelo, aquela cruzada de pernas estratégica, movimentar pernas e braços com suavidade, olhar nos olhos do pretendente. A dica é deixar seu corpo falar e agir com simplicidade.

2 – Sem cair na vulgaridade

Sorrisos forçados, falar alto demais, querer ser o centro da atenção. Existe uma linha muito fina que separa o sexy e o vulgar, e o exagero quase sempre é o responsável por fazer atravessar este limite. Por isso, cuidado.

3 – Fique linda!

Não pense duas vezes antes de usar os recursos que puder para ficar linda. Capriche na escolha do look, arrase na maquiagem, suba no salto. Experimente também usar uma lingerie bem sexy, sem se esquecer de que o visual que mais combina com você é aquele que te deixa confortável e de bem com o espelho.

4 – Invista no perfume

Uma mulher bem perfumada sempre deixa a sua marca e o perfume pode despertar uma magia única, funcionando até como afrodisíaco. Escolha um perfume que combine com sua personalidade e aplique nos locais mais quentes do corpo, como atrás das orelhas, cotovelos, atrás dos joelhos, e na parte interna dos pulsos.

5 – Demonstre interesse

Ouça com atenção o que o seu alvo tem a dizer e demonstre interesse pelo que ele fala. Faça perguntas, peça para ele contar mais sobre o assunto. Além de ser uma boa maneira de descobrir coisas novas, é uma forma de fazer com que ele se sinta especial e interessante.

6 – Aprenda a rir de si mesma

Ter bom-humor é essencial não apenas no momento da sedução, mas para qualquer tipo de relacionamento. Pessoas que sabem rir de si mesmas e de seus erros conseguem transformar situações que poderiam ser até constrangedoras em boas oportunidades para deixar a conversa mais descontraída.

7 – Autoestima também conta

A sensualidade é uma forma de expressar sua personalidade. Portanto, de nada adianta usar os truques certos e esquecer a autoestima. Demonstrar que gosta de si mesma é muito atraente e aumenta as chances de agradar.

Dicas para fazer um strip-tease para o namorado

2

Dicas para fazer um strip-tease para o namorado

Deixe o medo e a vergonha de lado, confira as dicas e surpreenda seu amado com um strip-tease

fazer striptease namorado 150x150 Dicas para fazer um strip tease para o namorado
Se você quer surpreender o seu amado entre quatro paredes com uma surpresinha pra lá de especial, a sugestão pode ser fazer um strip-tease. Para que o sexo seja sempre prazeroso e o relacionamento não fique sempre na mesmice e acabe caindo na rotina, usar a criatividade e saber ousar são atitudes indispensáveis.
Ter segurança em si mesma, deixar o medo de lado e esquecer os pudores são as primeiras dicas de como fazer um strip-tease para o namorado e garantir momentos de prazer. Você precisa se sentir bem, portanto, trabalhe sua autoestima. É essencial que você esteja bem à vontade com seu corpo, isso vai ajudar a se soltar na hora de tirar peça por peça.
E isso não significa necessariamente estar com o corpo em forma. Passar horas cuidando da aparência de nada vai valer se você não tiver atitude. A garantia de um bom strip-tease fica por conta da sua confiança durante a performance. Não tenha medo, prepare-se antes, vale dançar muito em frente ao espelho para descobrir a melhor maneira de fazer isso.
Alguns outros alguns conselhos também são muito válidos na hora de tirar a roupa de maneira sensual e enlouquecer o gato. A escolha do figurino para strip-tease é com certeza um dos detalhes que pode fazer toda a diferença. Procure algo que combine com seu jeito, algo que faça parte da sua fantasia sexual e do seu parceiro.
A escolha da trilha sonora também pode ajudar você a se soltar. Selecione músicas sensuais e que combinem com o momento. A iluminação do ambiente também é fundamental. Prepare o ambiente com velas ou aposte na meia-luz, use pétalas de rosa para decorar, deixe tudo com um clima de mistério e sedução.
Lembre-se que o importante não é a peça de roupa que você tira, mas a maneira como você faz. Um dos maiores segredos de como fazer strip-tease é não tirar a roupa nem muito rápido e nem muito devagar, mas criar um clima envolvente. Enquanto dança, atraia o olhar dele para você, deixe que ele toque seu corpo, desperte os cinco sentidos do rapaz. Faça do strip-tease para o namorado um momento de sedução, mas também aproveite para se divertir com a situação.

Como malhar e tonificar as pernas

0


Como malhar e tonificar as pernas

Deixe a preguiça de lado e comece hoje mesmo a malhação para ficar com as pernas bonitas

malhar tonificar pernas 150x150 Como malhar e tonificar as pernas
Pernas bonitas chamam a atenção, principalmente no verão, quando ficam à mostra. Por isso, nada melhor que começar a se preparar desde já para que elas fiquem tonificadas e bem definidas para a estação do calor. Para que elas fiquem sempre fortalecidas e bem torneadas, é bom, investir em alguns movimentos e pegar firme nos exercícios.
Os exercícios de como malhar e tonificar as pernas são básicos e podem ser feitos em casa ou através da prática de esportes. Diariamente, mesmo sem perceber, fazemos movimentos simples que também ajudam a definir as pernas. Seja através de uma corrida, de uma boa caminhada, um pulo ou até mesmo subir e descer escadas, todos esses movimentos feitos com freqüência acabam trabalhando os músculos das pernas.
É importante destacar que, para evitar lesões e rupturas nas fibras musculares, é essencial fazer alongamento antes de iniciar qualquer exercício.
Para ver resultados, o ideal é malhar as pernas de duas a três vezes por semana para quem nunca fez algum tipo de exercício regular e diariamente para quem já faz alguma atividade física.
Os vídeos a seguir mostram sugestões de exercícios para malhar e tonificar as pernas passo-a-passo. Acompanhe, deixe a preguiça de lado e comece a malhação hoje mesmo.



Creme caseiro para tonificar o bumbum

0

Creme caseiro para tonificar o bumbum

Aprenda a fazer uma receita caseira para conquistar um bumbum perfeito

creme caseiro tonificar bumbum 300x200 Creme caseiro para tonificar o bumbum
Entre as metas da operação verão de muitas mulheres está deixar a flacidez de lado e conquistar um bumbum perfeito. Para que isso seja possível, é necessário encarar a exercícios localizados.
Mas dá para complementar os resultados da malhação e tonificar o bumbum com cremes.
Existem cremes específicos para essa finalidade à venda no mercado, mas quem é adepta dos tratamentos para fazer em casa vai gostar de conhecer uma receita de creme caseiro para tonificar o bumbum.

Ingredientes

Para fazer a receita você vai precisar de:
- Água mineral
- Creme firmador com centelha
- Máscara de lama
- Pincel
- Esponja
- Emulsão de colágeno e elastina
- Algas gigartinas
As algas gigartinas são extraídas de uma profundidade de 15 a 30 metros do mar. São ricas em minerais, proteínas e vitaminas A, E e B12, fósforo, magnésio, potássio, iodo e cálcio. Elas são muito usadas em tratamentos contra estrias, para firmar e hidratar a pele e para reduzir medidas.

Como aplicar

O primeiro passo é hidratar as algas na água mineral durante aproximadamente uma hora ou até que elas dobrem de tamanho e fiquem gelatinosas. Espalhe as algas sobre a pele e por cima, passe o creme firmador com centelha, massageando com pressão.
Dê umas palmadinhas e massageie durante alguns minutos, sempre no sentido ascendente. Use o pincel para aplicar a máscara de lama e deixe agir por 15 minutos.
Retire a máscara de lama com uma esponja embebida em água mineral, que deve estar em temperatura ambiente. Por fim, aplique a emulsão com substâncias ativas à base de colágeno e elastina e faça massagens ascendentes para melhorar a absorção
A aplicação do creme caseiro para tonificar o bumbum deve ser feita a cada 15 dias. É possível perceber uma melhora no aspecto da pele logo na primeira aplicação.

 


Maquiagem para pele oleosa

0

Maquiagem para pele oleosa

A pele oleosa requer cuidados especiais, inclusive na hora da maquiagem.

 

maquiagem pele oleosa 150x150 Maquiagem para pele oleosa
Geralmente quem tem a pele oleosa (ou até mista) acredita que a maquiagem pode acentuar ainda mais essa característica ou até mesmo deixar a pele com brilho mais excessivo ainda, o que é um engano. A maquiagem não estimula a produção da oleosidade da pele! Conhecer o todos os tipos de cobertura pode ajudar na hora de escolher o tipo de base.
Antes da maquiagem é bom lembrar que é fundamental o uso de produtos para a limpeza, tonificação e hidratação da pele. De nada adianta fazer uma maquiagem linda se por baixo dela há uma pele mal tratada e sem viço. Escolha produtos hipoalergenicos e livre de óleos. Outra dica é verificar junto ao rótulo do produto se é específico para o seu tipo de pele, que pode ser seca, normal, mista ou oleosa.
Diariamente, tanto pela manhã quanto à noite é fundamental limpar bem a pele e a noite retirar toda a maquiagem antes de dormir. A hidratação também é super importante para o combate do envelhecimento.
A maquiagem para pele oleosa deve ser leve e suave. Prefira sempre produtos líquidos para a cobertura (corretivo e base), que são mais indicados por oferecer uma cobertura leve, sem deixar um aspecto pesado e artificial à maquiagem.
O corretivo serve única e exclusivamente para corrigir pequenas imperfeições ou suavizar manchas que estão isoladas. É válido também aplicar este produto no canto dos olhos, do nariz e da boca, onde naturalmente a pele é mais escura. Sempre em pequenas quantidades e com leves batidinhas, sem arrastar. A cor do corretivo pode ser um tom mais claro da pele. Para casos severos de olheiras, opte por um corretivo que também trabalhe como difusor de luz – iluminador – e que também trata a região, irrigando ou dilatando os vasos sanguíneos e iluminando o olhar. Lembre-se de optar por um corretivo líquido que é facilmente encontrado no mercado.
Para uniformizar a pele, use a base sobre todo o rosto. Este produto também pode ser encontrado em várias opções, porém a mais indicada é a líquida. Para acertar em cheio o tom deste produto com o do rosto, faça um teste aplicando uma pequena quantidade sobre a testa até secar. Se houver diferença de cor, troque! Uma atenção especial também nos movimentos de aplicação da base: respeite a malha muscular do rosto, por isso o produto deve ser aplicado de dentro para fora, em movimentos ascendentes e no pescoço, de cima para baixo.
A pele oleosa possui brilho excessivo, principalmente na zona T (testa, nariz e queixo), por isso o pó é fundamental para controlar o brilho. Se você tiver a pele normal à seca, aplique apenas na zona T (testa, nariz e queixo). Aplique sempre uma quantidade mais generosa, mesmo que inicialmente a pele apresente um aspecto mais seco que o normal. Aplicar uma quantidade maior garante o aspecto mate e fixa a maquiagem por mais tempo. É importante também reaplicar o produto sempre que notar início de brilho na pele. Para finalizar a cobertura de uma pele perfeita, aplique um produto iluminador sobre vincos ou marcas de expressão, assim teremos um efeito de ótica que disfarça e elimina essas características.
A pele oleosa possui poros mais dilatados que a pele normal. Por isso a cobertura pesada pode “entupir” esses poros, comprometendo o acabamento da maquiagem. Todos os produtos para cobertura de pele (exceto o pó) devem ser líquidos e sem óleo, os chamados “oil-free”. Existem produtos adequados a todos os tipos de pele, por isso invista em bons produtos para poder aproveitar ao máximo o que cada um oferece de melhor.
Boa sorte!

0
mascara pele oleosa 150x150 Máscara facial para pele oleosa

A pele oleosa é um tipo muito comum entre as mulheres. O excesso de óleo no rosto provoca o surgimento de espinhas e cravos, além de causar grande desconforto. Para a pele oleosa ficar sempre bonita e saudável, é preciso ter alguns cuidados e hidratá-la sempre. Mas como se trata de uma pele delicada, surgem algumas dúvidas na hora de escolher quais produtos serão aplicados no rosto e quais ingredientes podem ou não ser usados por quem tem este tipo de pele.
As máscaras faciais para pele oleosa costumam ter ação adstringente, que combatem o brilho excessivo e ingredientes de função antiinflamatória, cicatrizante e hidratante.
Mas não são somente os produtos comprados nas lojas de cosméticos que dão bons resultados para quem tem pele oleosa, algumas receitinhas caseiras podem ser muito bem aproveitadas. Aprenda a preparar uma máscara facial para pele oleosa muito prática e fácil de fazer.

Receita de máscara facial para pele oleosa

- Leite
- 3 colheres (sopa) de talco para bebê
- 1 colher (sopa) de mel
Coloque o talco e o mel dentro de uma tigela, adicione o leite aos poucos e mexa até que a mistura atinja uma boa consistência.
Com o rosto limpo, aplique a máscara para pele oleosa por todo o rosto usando um pincel. Deixe agir em torno de uma hora. Em seguida, remova com água morna. O ideal é repetir este processo a cada 15 dias.

Drenagem linfática facial

0

Drenagem linfática facial

Saiba mais sobre a drenagem linfática facial

drenagem linfatica facial 150x150 Drenagem linfática facial
Muitas mulheres acham que a drenagem linfática está associada apenas com o corpo e desconhecem que ela também pode ser feita no rosto. A drenagem linfática facial é um tratamento cheio de benefícios e tem objetivos preventivos, estéticos e terapêuticos, pois estimula o sistema de defesa, a oxigenação dos tecidos e ajuda na eliminação de líquidos que ficam retidos. Age também tonificando a pele e retardando o envelhecimento dos tecidos.
A drenagem facial é eficiente na melhoria da circulação sanguínea, ampliando a vascularização da região onde é aplicada, eliminando bolsas e marcas de expressão na região dos olhos e é muito indicada para pós-operatório, pois quando realizada na área da cirurgia, há a compreensão do líquido retido e sua eliminação de forma rápida pelo organismo evita infecções.
Já para as cicatrizes, é ótima logo após a lesão, pois melhora a capacidade linfática e a circulação, diminuindo o edema. Se feita muito tempo depois, as chances de ficar sem nenhuma marquinha são menores, pois a circulação já ficou comprometida em função do inchaço provocado pela lesão.
A técnica da drenagem linfática facial é um pouco diferente da corporal, pois o rosto é mais delicado e necessita de toques mais suaves. O tratamento consiste em duas etapas. Primeiramente é feita a abertura dos gânglios (pescoço, colo e axilas) e em seguida, é feita a drenagem direcionando a linfa com seus conteúdos (toxinas e líquidos) retidos para serem eliminados por esses gânglios.
As sessões de drenagem linfática facial podem ser feitas uma vez por semana ou até mais, para tipos de pele mais necessitados. A freqüência ideal depende de cada caso, mas o importante é manter a regularidade do tratamento para não prejudicar o resultado final.
O vídeo abaixo traz dicas de como fazer drenagem linfática facial em casa mesmo. Aprenda com a drenagem linfática facial passo-a-passo e fique mais bonita.

 


Hidratação Caseira

0

Hidratação Caseira

Confira ótimas dicas de ótimas hidratações para você fazer no conforto de sua casa sem a necessida do auxílio de um profissional.

hidratação caseira Hidratação Caseira
Selecionamos aqui diversas dicas para você cuidar de sua beleza na sua própria casa. Agora você vai aprender a fazer máscara hidratante para pele seca, pele oleosa e uma máscara para cabelos danificados. Além disso, mais algumas dicas muito úteis para os cabelos: como deixar o cabelo bonito e saudável, como deixar o cabelo com brilho e como dar mais volume ao cabelo. São dicas simples para cuidar da pele e do cabelo que fazem toda a diferença no seu visual.

Máscara hidratante para pele seca

Ingredientes:
  • 1 banana nanica;
  • 1 colher de chá de leite;
  • 1 colher de chá de mel;
  • 1 colher de chá de farinha de aveia.
Modo de preparo: Amasse a banana com um garfo. Em seguida, adicione o mel, o leite e a farinha.
Modo de aplicação: Limpe a pele e espalhe o creme por todo o rosto. Deixe agir por 30 minutos. Após, lave o rosto com água fria e em seguida, aplique um creme nutritivo ou regenerador. Repita o processo 3 vezes por semana.
Validade: 3 dias guardado em geladeira.

Máscara hidratante para pele oleosa

Ingredientes:
  • 1 colher de sopa de gelatina incolor
  • 1 xícara de chá de água filtrada
  • 1 xícara de chá de suco de abacaxi
  • 2 colheres de sopa de amido de milho
Modo de preparo: Dissolva a gelatina em água fervente. Retire do fogo e adicione o suco de abacaxi. Deixe esfriar e acrescente o amido de milho, mexendo bem.
Modo de aplicação: Limpe a pele e aplique a máscara. Após 30 minutos retire com água fria. Após este processo, aplique um gel para pele oleosa. Repita o processo 3 vezes por semana.
Validade: 3 dias guardado em geladeira.

Máscara para Cabelos Danificados

Ingredientes:
  • 1/2 colher de sopa de alecrim
  • 1 litro de água fervente
  • 1 colher de sopa de vinagre de maça para cabelos escuros ou 1 colher de chá de suco de limão para cabelos claros.
Modo de preparo: Faça um infusão do alecrim até a água esfriar. Coe e adicione o vinagre ou o limão.
Modo de aplicação: Depois de lavar os cabelos, coloque um pouco desta mistura nos cabelos e massageie. Não enxágüe.

Como deixar o cabelo bonito e saudável

Depois de lavar os cabelos , enxágue-os com 4 colheres de sopa de vinagre de maçã diluidas em 3 copos de água. Isso fará com que ele fique bem bonito.

Como deixar o cabelo com brilho

Ingredientes:
  • 1 xícara de leite quente
  • 2 colheres de sopa de óleo de côco
Modo de preparo: Deixe esfriar e aplique nos fios limpos.Envolva a cabeça com uma toalha quente e úmida. Deixe por 20 minutos e enxágue.

Cabelos com mais volume

Para seus cabelos ficarem com mais volume, evite secá-los com toalha (apenas tire o excesso de água). Nunca faça força na hora de secar, pois poderá deixá-los ressecados e quebradiços.

Bandagem corporal caseira

0

Bandagem corporal caseira

Aprenda a fazer em casa o método da bandagem corporal

bandagem corporal caseira 150x150 Bandagem corporal caseira
Para as mulheres que estão sempre preocupadas em manter o corpo em dia, novas técnicas de beleza são sempre bem aceitas, ainda mais se puderem ser feitas sem sair de casa. A bandagem corporal é uma boa opção para quem quer perder medidas, atacar a celulite e ficar de bem com o espelho
Apesar de ser um método bastante eficaz, a bandagem corporal não faz milagres. Para acelerar os resultados o ideal é também fazer outros tratamentos estéticos, como a drenagem linfática, por exemplo.

Como fazer a bandagem corporal em casa?

Entre outras vantagens da bandagem corporal, está a de que o método é bem simples e por isso pode ser feito em casa. Confira abaixo o passo-a-passo da bandagem corporal caseira, a dica é da revista Boa Forma

1. Umedeça o corpo com uma toalhinha molhada. Faça uma esfoliação com a seguinte mistura: 1 xíc. (chá) de aveia em flocos finos + 1 copo de iogurte natural ou 1 xíc. (chá) de fubá + 2 xíc. (chá) de água + 1 col. (sopa) de mel. Pegue pequenas quantidades do esfoliante e aplique-o, em movimentos circulares. A remoção de células mortas facilita a penetração dos princípios ativos na pele
2. Com a ajuda de um pincel macio ou de uma esponja, passe um gel redutor na área a ser tratada (pode aplicar uma camada generosa)
3. Enrole uma faixa de crepe (ela deve ficar firme sem apertar). Deixe agir por 40 minutos. O gel pode ultrapassar a bandagem, por isso, use uma camiseta velha ou biquíni enquanto espera. Retire a faixa e tome banho normalmente. Repita a operação, no mínimo, três vezes por semana.

Bandagem quente

0
bandagem quente1 300x200 Bandagem quente

A bandagem corporal é uma boa opção para quem quer manter o corpo em dia e ficar de bem com o espelho. O processo de bandagem quente, também conhecido como termoterapia, é muito semelhante ao de bandagem fria. O diferencial é que o resultado se dá através do aquecimento das células epidérmicas.
O organismo humano mantém sua temperatura entre certos limites através de mecanismos de aquecimento e resfriamento. Quando ativados, estes mecanismos aceleram o metabolismo e com isso favorecem a queima de calorias, o emagrecimento e diminuição da gordura corporal. A técnica da bandagem quente é indicada para atacar a celulite e a gordura localizada.

Como é feita a bandagem quente?

Antes do procedimento da bandagem quente, é preciso fazer uma esfoliação em todo o corpo, para retirar as células mortas. Assim, a pele absorve melhor os princípios ativos.
Em seguida, um creme que ativa o calor é passado por todo o corpo que depois, é envolto por um a faixa ou plástico PVC. Por cima da faixa é aplicado um óleo aromático que ajuda a desinfiltrar e oxigenar os tecidos, ajudando a combater a celulite e gordura localizada.
As bandagens também podem ser embebidas com sal ou com chás, como o de camomila. Para obter ótimos resultados, é preciso fazer até dez sessões de bandagem quente com intervalos de três a sete dias.

terça-feira, dezembro 07, 2010


*Gestação

0
                                   Planejando um bebê saudável    
Ter uma gestação saudável e para que seu bebê comece bem a vida. Considere fazer um aconselhamento genético se você ou seu marido tem história familiar de doenças genéticas, ou se você tiver 35 anos ou mais, ou se seu marido tiver 60 anos ou mais. Faça um exame médico completo, que inclua avaliação ginecológica. Vários problemas de saúde podem afetar você e seu bebê. eles incluem:
  • Pressão alta
  • Diabetes
  • Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs)
  • HIV/AIDS
  • Doença do sistema RH (em mães que têm sangue RH negativo e que não foram tratadas com Rhogam após a primeira gestação)
  • Rubéola
  • Obesidade
Tome as medidas necessárias para controlar e/ou tratar todas as condições clínicas que você apresentar antes de engravidar e assim que souber estar grávida. Se você tiver uma doença crônica, pergunte ao seu médico como esta pode afetar a sua gestação. Procure um médico assim que souber estar grávida. Faça o pré-natal com regularidade.
Consulte o seu médico antes de tomar qualquer medicação. Pergunte ao seu médico sobre a necessidade de tomar vitaminas enquanto estiver tentando engravidar. O ácido fólico, uma vitamina do grupo B, pode prevenir alguns defeitos congênitos como a espinha bífida. Continue a tomar os suplementos vitamínicos durante a gravidez de acordo com as orientações médicas.
Pergunte ao seu médico ou nutricionista sobre orientações dietéticas que devem ser seguidas durante a gravidez. Não beba álcool, nem use drogas ou fume. Restrinja a quantidade de café que você toma. Tente parar de tomar totalmente. Siga as orientações de seu médico com relação ao ganho de peso. A quantidade de peso que você ganha na gravidez depende do seu peso antes de engravidar, do seu estado de saúde e de sua raça. Se estiver muito acima do seu peso ideal procure perder os quilos em excesso antes de engravidar. Exercite-se com moderação três vezes por semana se o seu médico autorizar. Algumas atividades consideradas seguras durante a gravidez são: caminhar, jogar golfe, nadar e praticar aeróbica de baixo impacto. Faça relaxamento ou outra técnica de controle do estresse. Participe de cursos preparatórios para o parto.
Se tiver um gato, providencie outra pessoa para cuidar dos dejetos ou da caixa de areia. As fezes dos gatos podem transmitir uma doença chamada toxoplasmose. Se você for infectada durante a gravidez, seu bebê pode nascer morto, prematuro ou apresentar uma série de lesões cerebrais, nos olhos e em outras partes do corpo. É seguro, porém, brincar e lidar com um gato. Informe-se. Saiba os sinais de alerta de uma gravidez complicada. Estes incluem pressão alta e trabalho de parto prematuro. Obter tratamento médico precoce é importante.
Prevenindo o trabalho de Parto Prematuro
A gestante que começa a ter o bebê antes do tempo encontra-se em trabalho de parto prematuro. Uma gestação completa tem 40 semanas aproximadamente. Os bebês que nascem antes de 37 semanas são considerados prematuros e podem ter problemas de saúde por terem nascido cedo demais. As causas do trabalho de parto prematuro não são totalmente compreendidas. Qualquer mulher pode ter trabalho de parto prematuro. As seguintes situações estão associadas com o aumento do risco de ter um bebê prematuro:
  • Um nascimento prévio prematuro
  • Três ou mais abortos espontâneos em seguida
  • Problemas de sangramento
  • Gestação com mais de um bebê
  • Útero de forma anormal
  • Filha de mãe que usou medicação para prevenir abortos entre 1940 a 1970
  • Infecções do trato urinário, vagina, colo do útero, etc.
  • Ganho de peso insuficiente, má alimentação, falta de cuidados no pré-natal
  • Fumar na gravidez, beber álcool, ou usar drogas
  • Estresse emocional severo
  • Mãe jovem, com pelo menos de 18 anos, ou idosa, com mais de 35 anos
Esta lista não inclui todos os fatores. Se você tiver dúvidas sobre essas condições, discuta-as com seu médico. Estar com risco aumentado para o trabalho de parto prematuro não quer dizer que você irá apresentá-lo. Independente de ter ou não risco, procure saber quais são os sinais de alerta e como sentir o seu útero (ventre) para saber se você está ou não em trabalho de parto. É possível prevenir o nascimento prematuro de um bebê, em alguns casos, se os sinais iniciais forem reconhecidos e as medidas corretas forem tomadas. Os sinais de alerta de trabalho de parto prematuro são:
  • Contrações a cada 15 minutos ou menos e com duração de 20 segundos a 2 minutos
  • Contrações que se tornam cada vez mais freqüentes.
  • Cólicas que vêm e vão como as menstruais e que não desaparecem
  • Pressão na pelve, costas e região interna das coxas.
  • Você sente como se o bebê estivesse forçando para baixo.
  • Dor contínua abaixo da cintura que vai e vem, mas que não cede
  • Mudança na secreção vaginal
  • Saída de líquido pela vagina
  • Sensação estranha de que algo não está bem
  • Febre de 38o C ou mais com ou sem calafrios
Lembre-se de que o trabalho de parto prematuro geralmente não é doloroso. Se tiver qualquer um dos sinais acima, faça o seguinte: Deite-se de lado, em direção ao seu lado esquerdo, por uma hora. Não deite de barriga para cima, sobre as suas costas. Beba de 2 a 3 copos de água ou suco em 1 hora Sinta o seu ventre para sentir as contrações. Conte o tempo entre as contrações Se os sinais não desaparecerem em 1 hora, ou se houver saída de líquido pela vagina, não espere mais. Ligue para o seu médico! Ao ligar para o médico ou para a secretária:
  • Diga seu nome
  • Data prevista do parto
  • Quais os sintomas que você está sentindo
  • Qual a freqüência das contrações 
                            Manual da Gestante
                                                       Introdução
     
     
    Do ponto de vista físico há alterações hormonais, do crescimento do útero, das articulações, da pele, da circulação, da respiração, do sangue, devido a modificações metabólicas e minerais.
    Os contornos da silhueta se alteram. A musculatura fica impregnada de liquido e verifica-se afrouxamento dos tendões e dos ligamentos que perdem um pouco da sua função de sustentação, a medida que a gravidez progride. Vemos até mesmo modificações nos tecidos ósseo e cartilaginoso...
    A coluna também fica sobrecarregada com modificações da postura durante o ciclo gravidico puerperal . A bacia se alarga, porque a cartilagem da sinfise púbica e as articulações sacro ilíacas sofrem afastamento dando "espaço" para o desenvolvimento do bebê.
    As vísceras são empurradas para cima em direção ao diafragma. Como diminui o espaço pulmonar para ventilação, algumas gestantes referem dificuldade para respirar. Existem porém mecanismos compensatórios para melhorar esta ventilação.
    Com o desenrolar da gestação o concepto vai exigindo da mãe sais minerais em quantidade cada vez maior, necessitando serem repostos até durante a lactação.
    Aumentam os esforços para o coração e para as veias que estão dilatadas podendo formar varizes e trombose. Com o aumento do útero a circulação na pelve fica prejudicada. O útero aumentando com o evoluir da prenhez empurra para cima o diafragma, diminuindo a capacidade respiratória e trocas gasosas.
    No 6o e 7o mês afrouxam-se tecidos devido aos hormônios principalmente a parede abdominal.



                                                              Mês a Mês


    O encontro do óvulo e do espermatozóide determina o momento da fecundação.

    A partir daí, após vencer alguns obstáculos, o espermatozóide penetra no óvulo dando origem ao ovo (ou zigoto). Produto da união de dois seres formando um novo ser, com todas as características geneticamente determinadas (cor dos olhos, cabelos , feições, sexo....) uma nova vida se inicia. Um longo caminho a percorrer até o nascimento. Para alguns pais o tempo parece demorar a passar.

    A gravidez tem 280 dias, 10 meses lunares, 40 semanas ou 9 meses solares. Fica mais fácil trabalhar com meses lunares, pois o mês solar tem variações na quantidade de dias (sendo 30, 31 e 28 dias a depender do mês) enquanto o mês lunar tem sempre 28 dias.


    1o mês - 4 semanas

    Antes de acontecer o atraso menstrual, 6 a 7 dias após a concepção o ovo procura o lugar onde vai se implantar, vai nidar (fazer seu ninho). Encontrando um útero com condições satisfatórias vai se aprofundando progressivamente no tecido uterino, completando o seu ninho. Onde se implantar, aí se desenvolverá a placenta.

    Esse momento é muito importante, pois, dependendo da localização da placenta a gravidez pode ter problemas...Exemplo seria uma gravidez nas trompas, inviável, ou nos ovários....Mesmo no útero a escolha do local de nidação deve ser de preferência na região do corpo uterino.

    Uma localização baixa, perto do colo poderá levar a sangramentos...

    Ao término da 2a semana temos completo o processo de nidação, as vezes com pequeno sangramento, que coincide com o 28o dia do ciclo menstrual e algumas mulheres pensam que estão menstruando! Ainda não ocorreu o atraso da menstruação.

    Ao redor da 3a semana começa a se estruturar o que vai ser a placenta e o cordão umbilical e "bolsa das águas." Essas estruturas vão se modificando, passando para a 4a semana com o ovo completo. Formam-se membranas que por processos ricamente elaborados vão envolvendo o ovo formando a membrana que será a bolsa das águas e outra estrutura complexa que será a placenta.

    2º mês

    Nessa fase algumas mulheres procuram o médico achando que pode estar grávida.

    Normalmente pede-se exames para confirmação da gravidez. Uma vez confirmada parte-se para pesquisa com exames pré-natais. Uma bateria de exames é realizada para pesquisar saúde materna e possíveis problemas que possam atingir o bebê. Tipagem de sangue ABO e Rh, Hemograma, pesquisa de diabetes, Sífilis, Toxoplasmose, Rubéola, Hepatite, Hiv 1e2 (com orientação à mamãe), Cultura de urina, Protoparasitológico de fezes.

    Em cada consulta pré- natal devem ser avaliados: peso, pressão arterial e altura do útero.

    É indicado nesta fase já iniciar vitaminas com ácido fólico, pois está provado que a falta dessa substância, pode levar à mal formação do sistema nervoso e da coluna do bebê. (Não significa que se alguém deixar de tomar ácido fólico vai ter um bebê com esta mal formação com certeza, mas que ajuda à prevenção de tais problemas). O ideal seria estar tomando ácido fólico já antes de engravidar...

    Mamãe: temos os seios se preparando para a amamentação, as glândulas mamarias se modificam, os seios crescem, a circulação aumenta, a freqüência urinária também (o útero pressiona a bexiga) e começam as indisposições digestivas, que para algumas mamães se traduzem por náuseas , vômitos, má digestão e salivação excessiva (boca cheia de água). A mulher se torna mais emotiva e mais sonolenta.

    Deve-se usar roupas leves confortáveis, sutiãs que sustentem o seios de verdade, usando o tempo todo. Os cremes já devem ser usados para hidratação da pele e prevenção de estrias tendo-se o cuidado de não usar produtos que tenham em sua formulação o ácido retinóico. O mamilo deve começar a ser preparado para a amamentação, com exercícios adequados que o médico pré-natalista pode orientar.

    A alimentação deve ser controlada desde então, tendo-se o cuidado de ingerir alimentos ricos em vitaminas, sais minerais, proteínas e moderar carboidrato.

    Fracionar em pequenas refeições com intervalos pequenos (mais ou menos de 2/2 horas). O aumento que se espera é de 1Kg por mês, não mais que isso...Não siga conselhos do tipo: -" você deve se alimentar por dois" -"coma! Depois você faz regime..." ou -"aproveita, boba!" Troque idéias com seu médico... Evite comer massas, doces, tomar refrigerantes, produtos enlatados ou com conservantes. Durante os três primeiros meses pode haver perda de peso devido aos vômitos e náuseas e a gestante fica pensando erroneamente que não vai engordar mesmo se abusar da alimentação (quando voltar o apetite). É muito importante ingerir pelo menos 1litro e meio de água diariamente, leite e derivados.

    Cólicas fortes nesta fase não combinam! Nem um pouquinho...Caso você sinta dores, elas devem ser comunicadas ao seu médico. Corrimentos podem surgir.. Vão ser adequadamente tratados de acordo com seu tempo, quando realmente forem patológicos, pois há um aumento de secreções sem traduzir doença. (A gestante sente um aumento de fluxo vaginal que incomoda deixando a calcinha úmida e pensa que isto é corrimento).

    A higiene deve ser cuidadosa, pois além de saudável a gestante tem no geral aumento dos odores da transpiração( também aumentada) e mais calor. Os cabelos devem ser muito bem cuidados para que não ocorra queda exagerada de fios, mas nunca use tintas ou xampus colorantes, ou produtos com muita química. As unhas ficam mais resistentes devido à alterações hormonais que ocorrem durante a gestação. As gengivas sofrem modificações, podendo apresentar sangramentos e parecem inchadas, é recomendado fazer massagens com os dedos e escovação com escova bem macia.

    Podem aparecer na pele do colo, rosto, axila e tórax algumas "verruguinhas" em geral da cor da pele que normalmente desaparecem após o parto.

    Arrume-se com capricho, "curtindo" sua gravidez desde os primeiros meses, pois existem estudos provando que todas essas sensações e curtições passam para o bebê desde o começo da gravidez.

    Não se esqueça de namorar, lembre-se que seu marido não está grávido... Algumas mulheres ficam com aversão à perfumes nesta fase, algumas até mesmo ao cheiro do marido... Lembre-se que este primeiro "sinal" de mudança de seus gostos passa rápido e logo você volta a usar seus perfumes e querer o maridão por perto, portanto não o afugente, peça à ele para ter paciência com você. Sentir carinho e proteção durante toda a gravidez é o que a mulher sempre sonhou. A mamãe não deve deixar nunca que seu relacionamento esfrie durante a gravidez. Invista nele, preocupe-se com seu companheiro e automaticamente ele cuidará de você e da sua barriguinha. Neste início de gravidez se é irreal para você que nem acredita na gravidez de verdade, imagine para o marido que entra na história meio de espectador.

    Surgem os medos. Será que estou grávida mesmo? Será que meu bebê "vai" ser normal? Será que meu marido vai continuar gostando de mim? Vou ficar feia? Será que vou saber cuidar? Será que vou saber educar? (o temor mais comum a todos os casais).

    Bebê: Na 5a semana temos um embrião, com olhos, ouvidos, coração, fígado, brotos dos membros superiores e inferiores, e principalmente formação do cérebro. Agora está contido num saco gestacional (isto é existe uma membrana envolvendo o embrião) bem visível e os batimentos cardíacos podem ser vistos ao ultra-som. Tem 1 cm de diâmetro aproximadamente.

    Na 6a semana de gestação o saco gestacional tem 2 a 3 cm de comprimento e já se vê um cordão rudimentar.

    A fase de embrião está se completando quando atinge 8 semanas , medindo 2,2 a 2,4 cm e sua cabeça é bem mais volumosa que o tronco (metade do comprimento total). Vemos os dedos dos pés e das mãos e ao lado da cabeça o broto das orelhas. Um sistema nervoso primitivo e os órgãos digestivos se formam. Olhos e características faciais são identificáveis. Os órgãos do bebê estão determinados (organogênese) sendo desenvolvidos a cada dia até atingir a maturidade.

    O embrião está completo na 9a semana, quando vemos os membros superiores flexionados nos cotovelos, mais compridos que os inferiores, dedos distintos, olhos lateralizados.

    3º mês

    Mamãe: o útero está acima da pelve, isto é, já se pode palpar o útero na região acima dos pêlos pubianos. A placenta funciona totalmente, sendo responsável pelas trocas de nutrientes entre mãe e feto, circulação e oxigenação. Iniciam as contrações de Braxton-Hicks (são contrações indolores e às vezes não percebidas pela gestante, com a função de preparo e desenvolvimento uterino até o parto) que permanecem durante toda a gravidez, aumentando consideravelmente sua freqüência no final da gravidez.

    Bebê: Com 10 semanas de gestação temos o período fetal. Vão acontecer o crescimento e

    maturação das estruturas formadas durante o período embrionário. Na 12a semana com 6 a 7 cm de comprimento, começa a ossificação, surgem pêlos e começa a definir os órgãos sexuais.

    Lembre-se que o sexo esta determinado desde a fecundação.

    Os músculos funcionam. Os rins produzem urina. O líquido amniótico presente, em torno de 50 ml, que vai aumentando com o decorrer da gravidez.
    4º mês

    Mamãe: modificações nos seios que alcançam seu tamanho máximo, as aréolas escurecem, os bicos dos seios aumentam e aparece o colostro. Os tubérculos de Montgomeri aparecem (estruturas como se fossem pequenos grânulos ao redor do mamilo). Tudo preparando para a amamentação.

    Dependendo da sensibilidade de cada um, a mamãe já sente os movimentos.

    Além do peso, pressão, altura do útero, pode-se ouvir ao sonar (aparelho próprio para este fim) os batimentos cardíacos do feto.

    Bebê: O comprimento cabeça-nádega é de 12 cm. O peso é de 110 gramas. Observamos alongamento dos membros inferiores, os olhos numa posição mais anterior que lateral e as orelhas externas estão próximas da localização definitiva, cabeça ereta. Pode-se determinar o sexo fetal através de exame cuidadoso.

    O feto ouve vozes, principalmente da mãe. O cérebro começa decifrar os sentidos como tato, audição. Sente o carinho com massagens sobre o abdômen.

    É hora de conversar com seu bebê, de fazer carinho, mesmo ainda com dificuldade para acreditar que tudo isso está acontecendo com você.

    5º mês

    Mamãe: vemos que o fundo do útero atinge o umbigo. A pele sofre modificações, podendo surgir estrias, a máscara gravídica (manchas no rosto cor de café com leite).

    Podem surgir acne, prurido (coceira na pele) e a linha nigra (um escurecimento nítido de uma linha divisória no abdômen passando pelo umbigo). Agora, a maioria das gestantes sente os movimentos do feto. Movimentos fetais denotam bem estar do bebê.

    Sinais que podem acontecer e que devem ser comunicados ao médico: febre, sangramentos (após relações por exemplo), corrimentos, perda de líquidos pela vagina, dores de cabeça, zumbido no ouvido, insônia ou sono exagerado, nervosismo, agressividade, angustia, inchaço, coceiras, dores de estômago, diarréia ou obstipação (intestino preso), queimação de estômago ou que sobe até a garganta, problemas dentários, dor ao urinar ou dor nas costas. De agora em diante, até o final da gravidez o relato de qualquer destes sinais é importantíssimo para seu médico ajudá-la.

    Bebê: Observamos cabelos, pêlos, vernix caseoso cobrindo a pele (é como uma gordura bem espessa, tipo sebo que protege a pele do bebê). Vê-se nitidamente o sexo. Surgem os cabelos.

    Começam os pontapés!

    Peso aproximado de 300 gramas.

    6º mês

    Mamãe: sente-se mais incomodada pelo tamanho e peso do útero. A coluna vertebral se curva para frente, as articulações pélvicas começam a relaxar para permitir a passagem do bebê no nascimento.

    Bebê: Quase todos os sentidos funcionam. Tem tato em toda pele . Chora e quase sorri. Sente gosto e cheiro. Distingue claro e escuro. A audição está totalmente pronta e as vozes lá fora vão habituá-lo à língua.

    As pálpebras encontram-se entreabertas, começam aparecer as unhas, a pele é bem rosada, presença de bastante vernix , pelos e sobrancelhas. A pele é enrugada, começando o depósito de gordura sob a pele.

    Peso de 630 gramas aproximadamente.

    7º mês

    Mamãe: o aumento do útero comprime os órgãos digestivos. Há um afrouxamento da musculatura do sistema digestivo levando a prisão de ventre, azia e má digestão. Na consulta deste mês pode-se já começar o exame vaginal para avaliação das condições de dilatação do útero.

    Idealmente as consultas devem ser realizadas a cada 3 semanas.

    Bebê: feto mede 25 cm de comprimento, a pele é fina e avermelhada. Começa a engordar.

    Pode-se ver os pulmões tentando "começar" trabalhar.

    As pálpebras piscam, vê luz, chupa dedo e engole. O cérebro e tecido nervoso se desenvolvem mais rapidamente. Nos fetos do sexo masculino os testículos descem.

    Em geral os bebês se posicionam de cabeça para baixo.

    8º mês

    Mamãe: fica com a respiração difícil, devido ao aumento das dimensões uterinas.

    Aumenta a freqüência das micções devido ao peso do útero. Os tornozelos começam a inchar devido à pressão do útero sobre os vasos sangüíneos, podendo aparecer hemorróidas e varizes.

    Bebê: Ao término da 32a semana o comprimento cabeça-nádega é de 28 cm e o peso de 1.800 gramas aproximadamente. Temos os sistemas respiratórios e digestivos quase completamente

    funcionais e começa a se formar depósitos de ferro e outros minerais.

    Mais gordura sob a pele é depositada.

    9º mês

    Mamãe: Ocorre a descida do bebê para a pelve (se encaixa dentro da bacia), as contrações de Braxton-Hicks aumentam tudo preparando para parto. A mulher pode referir pontadas na vagina, como se o bebê estivesse "cutucando", sendo explicado para a mamãe que o que ela sente nada mais é que a compressão pelo feto dentro do útero de fibras nervosas que vão inervar a vagina (lá dentro e não em baixo).

    As consultas devem ser semanais.

    Bebê: O feto vira para baixo se preparando para o nascimento. As mãos agarram com firmeza. A maior parte do lanugo e vernix começam a desaparecer.

    A circunferência da cabeça é praticamente igual ao tórax.

    O líquido amniótico atinge seu volume máximo, de 1000ml, normalmente.

    10º mês

    Mamãe: A gestante já não dorme, há aproximadamente 15 dias. Amigos, parentes, sogra, mãe, irmãs, avós ligam todos os dias para saber se o bebê já nasceu. Vai se criando um clima de ansiedade cada vez maior. A mamãe já não vê a hora de ver a carinha do bebê e o papai tem medo de deixá-la sozinha em casa.

    A mãe sente-se incomodada para tomar banho, andar, sentar e até para respirar ou comer.

    Está chegando a hora...

    Deve-se prestar atenção aos movimentos do bebê. Caso ele não se movimente por mais de 4 horas avise seu médico, para se certificar de que tudo está bem.

    A qualquer momento você pode começar a sentir as cólicas, perder água ou algum sinal de sangue. Caso isso aconteça, é hora de ir para a maternidade!

    Bebê: O bebê está completamente desenvolvido. O comprimento em geral é de 50cm e o peso de 3000 gramas a 3500 gramas.

    Nessa fase o bebê suga, chupa o dedo, mexe a pálpebra, soluça, brinca com o cordão umbilical.

    Às vezes também chora. Dorme 16 horas por dia e sonha 65% desse tempo. Demonstra satisfação e aversão sorrindo quando gostou ou fazendo cara feia se não gostou. Aprecia músicas clássicas...

    Existem estudos para provar que o bebê sente gostos, tipo doce e amargo que passam para o líquido amniótico, fazendo cara feia quando não gosta.


    Apesar de comum em algumas gestantes (na verdade, na grande maioria das gestantes), gradativamente, o enjôo deixa de ser uma constante, perdendo o lugar para a asia.
    Alguns atribuem a asia ao crescimento de cabelo no feto, outros a sua extrema agitação, porém nada disso foi comprovado cientificamente.
    O importante nesses casos é ter o cuidado de nunca auto medicar-se e, por mais que possa parecer uma coisa tola, procurar sempre o médico que está acompanhando a gestação, e pedir-lhe orientações sobre o que fazer quando a asia atacar.


    Mamãe, agora você passa por uma nova fase, portanto cuide-se! E cuidar-se neste caso, entre outras coisas, significa alimentar-se bem, pois neste momento tão importante da sua vida, todos os cuidados devem ser tomados, para o perfeito desenvolvimento da nova vida e do "coraçãozinho" que já bate forte e apaixonado por você.
    Na verdade, o bebê já te ama a partir do momento em que o óvulo é fecundado, e já sente tudo o que você sente, inclusive o "gosto" daquilo que a mamãe ingere. Ou seja, querida mamãe, pode ir parando por aí!!! Não utilize esse momento maravilhoso da sua vida, como pretexto para comer "solamente" porcarias... (as grávidas costumam sentir-se muito "livres para ingerir" no início da gravidez).
    É preciso tomar cuidado, principalmente até o terceiro mês da gravidez, pois é aí que todos os órgãos, tecidos e ossos do neném estão sendo formados. Prefira ingerir alimentos naturais, carne, legumes, frutas e verduras, até mesmo para suprir o "vazio" gerado pelo famoso "enjôo" (perde-se peso nesta etapa, o que é perfeitamente normal, porém todo cuidado é pouco).
    Veja abaixo um pequeno guia nutricional, que vai ajudar a recuperar naturalmente e com qualidade, os quilinhos perdidos nos primeiros meses da gravidez:


    Uma alimentação equilibrada deve fornecer os seguintes elementos
    construtores
    proteínas
    nozes, cereais integrais, leguminosos, frutas, hortaliças
    energéticos
    hidratos de carbono e lipídios
    cereais integrais feculentos, algumas frutas
    reguladores de funções orgânicas
    vitaminas, sais minerais e água
    frutas, verduras, água


    O leite materno surge entre o 3° e 5° dias após o parto, e pode ser acompanhado de inchaço nas mamas, dor e até mesmo febre. Antes da "descida do leite", existe o "colostro" que é um tipo de leite mais claro.
    Este leite é rico em anticorpos e deve ser oferecido ao recém-nascido. Ao amamentar, limpe os bicos dos seios antes e depois das mamadas.
    Alguns cremes podem ser usados para prevenir fissuras nos mamilos, é comum a mãe referir cólicas durante a amamentação, fato este considerado normal.
    O pediatra do hospital lhe dará algumas orientações iniciais em como cuidar do nenê e do umbigo. 


    Ginásticas de baixo impacto após o 4° mês e exercícios respiratórios podem e devem ser praticados, desde que não haja contra-indicações.
    Andar, nadar e pedalar é muito bom, também alongamento.
    Um curso de orientação para as mamães iniciantes é recomendável. Leve o papai se possível.
    As relações sexuais podem ser liberadas, desde que não causem cólicas nem sangramentos. Procure posições cuja penetração não seja profunda (por exemplo, a lateral).
    Outras contra-indicações devem ser discutidas com o seu pré-natalista.
    Em geral, o tempo de internação varia entre 1 a 3 dias após o parto.


                                    Porque estrias ninguém quer ter
    A celulite assumiu, praticamente sozinha, o papel de grande vilã das mulheres, inclusive das mais jovens. Execrada pela mídia, ela monopolizou a atenção de pesquisadores e cientistas do mundo inteiro. Mas muito pouco se fala, ou se faz, sobre outro fantasma que assombra um grande número de mulheres: as estrias. 
    Quando e por que elas aparecem? Essencialmente, elas ocorrem quando há perda de elasticidade da pele, ocasionada pela diminuição das fibras de colágeno e elastina, em função dos seguintes fatores:
    -       Mecânicos: quando a pele é submetida a um estiramento excessivo como, por exemplo, durante a gravidez, apontada como principal fator para a ocorrência de estrias.  Estatísticas mostram ainda que, em 75% das grávidas, as estrias surgem entre o 4º e 6º mês de gestação.
    - Metabólicos e endócrinos: o metabolismo da glicose e os distúrbios endócrinos agem sobre a atividade dos fibroblastros, células de tecido conjuntivo que formam os tecidos fibrosos do organismo.
    Outras condições como a obesidade e o efeito “sanfona”, a puberdade e o uso de corticóides podem contribuir para o surgimento das estrias.
    Para melhorar a resistência da pele ao estiramento e fortalecer o tecido conjuntivo, os pesquisadores dos laboratórios Pierre Fabre desenvolveram para sua marca Elancyl, o SPECIFIC VERGETURES, um produto indicado na prevenção e redução de estrias.
    Os princípios ativos do SPECIFIC VERGETURES são:
    - Extrato de origem marinha, extraído de escamas de peixe: estimulante do metabolismo celular. Tem propriedades cicatrizantes que ajudam na regressão das estrias muito recentes.
    - Complexo restruturante elaborado com hidroxiprolina: aumenta a resistência da pele e hidrata.
    - Silício orgânico: reestrutura os tecidos e favorece a síntese do colágeno.
    - Vitamina E: antioxidante. Atua contra os radicais livres e tem propriedades hidratantes.
    - Azeite de cártamo, óleo vegetal rico em ácidos graxos essenciais: melhora a flexibilidade da pele e mantém a taxa de hidratação ideal, uma vez que nutre a pele, melhorando sua resistência às distensões.
    Modo de Usar:
    Para prevenir: utilize o creme SPECIFIC VERGETURES, todos os dias a partir do 3º mês de gravidez até três meses após o parto, sobre a barriga, seios, nádegas e coxas. Durante o aleitamento, evite os bicos dos seios.
    Para reduzir estrias recentes: aplique duas vezes ao dia, após o banho, nas zonas afetadas, durante três meses.
     
    Preço médio sugerido: R$ 86,27

    Atitude

    Gravidez na adolescência
    Por Laís Pilz

    Hoje se chega à adolescência com muito mais informações sobre sexo do que há duas décadas, e existe uma grande variedade de métodos contraceptivos . Mesmo assim, a ocorrência de gravidez nesta faixa etária constitui-se num problema social que atinge todas as classes sociais. O que se constata é que a gravidez é utilizada como forma de auto-afirmação, resposta a conflitos, para preencher carências, chamar a atenção dos pais, entre outros motivos.

    Para a Dra. Isabel Freitas , especializada no atendimento à adolescentes, um meio importante para diminuir o problema é a criação de serviços especializados de profissionais de saúde, com pediatra, psicólogo, enfermeira, assistente social, urologista e ginecologista.A educação sexual deve ser entendida como um processo de construção de cidadania, de cuidar-se e do cuidar do outro. É necessário que o adolescente reconheça sua responsabilidade.

    Há de se saber também, que a gravidez abaixo de 16 anos incorre em risco obstétrico, pois a adolescente está mais sujeita a doença hipertensiva específica de gestação, eclampsia, depressão, anemia, desnutrição, hemorragia e mortalidade perinatal. O encaminhamento precoce ao serviço de pré-natal é fundamental, o que nem sempre ocorre, porque elas demoram a perceber que estão grávidas, e escondem a atividade sexual. Entre os métodos anticoncepcionais, as pílulas são a forma mais eficaz e não comprometem o crescimento da adolescente. Mas é sempre bom lembrar que o uso do preservativo masculino ou feminino é fundamental para evitar doenças
    sexualmente transmissíveis.
    O Dia do Parto

    Após meses de espera, finalmente você poderá ver o rostinho do seu bebê. A apreensão neste momento é normal, mas saiba que quanto mais relaxada e confiante você estiver, melhor será o seu parto. Fique atenta aos sinais de que chegou a hora para que não confunda as contrações das últimas semanas, com as contrações do parto.
    Sinais
    O tampão que bloqueia o colo do útero sairá da vagina com uma coloração similar a do sangue. Espere até sentir as dores características do trabalho de parto, pois muitas vezes o tampão cai dias antes do parto. O rompimento da bolsa, quando um jato de água escorre, é o sinal esperado para que você se encaminhe até a maternidade.
    Neste momento, ligue imediatamente para o seu médico e o informe sobre possíveis contrações.
    Quando as contrações começarem, marque o tempo de seus intervalos. A medida em que ficarem menos espaçados, mais fortes e freqüentes, você estará em trabalho de parto. No caso de contrações a cada cinco minutos, ande devagar, tome um banho morno para relaxar (se a bolsa não tiver rompido).
    Ao chegar ao hospital, um médico deverá fazer exames de rotina, verificará a sua ficha médica e perguntará sobre a freqüência das suas contrações. Após vestir a roupa do hospital, a enfermeira medirá a pressão arterial, temperatura e pulsação e, o médico, provavelmente fará um exame de toque para verificar a dilatação do colo do útero. O bebê também deverá ser examinado, através do apalpe da barriga e com a avaliação do batimento cardíaco, realizado com um estetoscópio de Pinard ou um sonar. Este exame é importante para avaliar se o bebê está recebendo a quantidade de oxigênio adequada e suficiente durante as contrações.
    O pai da criança tem papel fundamental neste momento. Durante as contrações, procure dar apoio e carinho à sua mulher, lembre-a das técnicas de respiração, massageie as costas dela, dê-lhe água, apóie suas solicitações e jamais se magoe se ela se irritar com você. O nervosismo dela é normal.
    Na hora do parto respire da forma indicada pelo médico,concentre-se nesta respiração, confie e siga todas as orientações dos especialistas. Boa sorte!

                       SEUS DIREITOS
      
    Licença de Maternidade e Paternidade

    Licença de maternidade
    A mulher trabalhadora tem direito a uma licença por maternidade de 120 dias consecutivos, 90 dos quais necessariamente a seguir ao parto, podendo os restantes ser gozados, total ou parcialmente, antes ou depois do parto.

    Nas situações de risco clínico para a trabalhadora ou para o nascituro, impeditivo do exercício de funções, independentemente do motivo que determine esse impedimento, caso não lhe seja garantido o exercício de funções e ou local compatíveis com o seu estado, a trabalhadora goza do direito a licença, anterior ao parto, pelo período de tempo necessário a prevenir o risco, fixado por prescrição médica.

    Em caso de internamento hospitalar da mãe ou da criança durante o período de licença a seguir ao parto, este período será interrompido, a pedido daquela, pelo tempo de duração do internamento.
    Em caso de aborto a mulher tem direito a licença com a duração mínima de 14 dias e máxima de 30 dias.
    É obrigatório o gozo de, pelo menos, seis semanas de licença por maternidade a seguir ao parto.
    A trabalhadora grávida pode gozar parte da licença por maternidade antes do parto desde que informe a entidade patronal e apresente atestado médico que indique a data previsível do mesmo.
    A informação referida deve ser prestada com a antecedência de 10 dias ou, em caso de urgência comprovada pelo médico, logo que possível.
    Tal disposição é também aplicável em situação de risco clínico, para a trabalhadora ou para o nascituro, que seja distinto de risco específico de exposição a agentes, processos ou condições de trabalho, se o mesmo não puder ser evitado com o exercício de outras tarefas compatíveis com o seu estado e categoria profissional ou se a entidade patronal não o possibilitar.

    Licença de paternidade
    O pai tem direito a uma licença de cinco dias úteis, seguidos ou interpolados, no primeiro mês a seguir ao nascimento do filho.

    O pai tem ainda direito a licença, por período de duração igual àquele a que a mãe teria direito, nos seguintes casos:
    Incapacidade física ou psíquica da mãe, e enquanto esta se mantiver;

    Morte da mãe;

    Decisão conjunta dos pais.
    No caso previsto na segunda alínea o período mínimo de licença assegurado ao pai é de 14 dias.
    A morte ou incapacidade física ou psíquica da mãe não trabalhadora durante o período de 98 dias imediatamente a seguir ao parto confere ao pai os direitos previstos supra.
    O trabalhador que pretenda gozar a licença por nascimento do filho deve informar a entidade patronal com a antecedência de cinco dias relativamente ao início do período, consecutivo ou interpolado, de licença ou, em caso de urgência comprovada, logo que possível.
    O trabalhador que pretenda gozar a licença por paternidade em caso de morte ou incapacidade física ou psíquica da mãe, deve informar a entidade patronal, apresentar certidão de óbito ou atestado médico comprovativo e, sendo caso disso, declarar qual o período de licença por maternidade gozado pela mãe, logo que possível.
    O trabalhador que pretenda gozar a licença por paternidade, por decisão conjunta dos pais, deve informar a entidade patronal com a antecedência de 10 dias e:
    Apresentar documento de que conste a decisão conjunta;

    Declarar qual o período de licença por maternidade gozado pela mãe, que não pode ser inferior a seis semanas a seguir ao parto;

    Provar que a entidade patronal da mãe foi informada da decisão conjunta.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...