Páginas

SEJAM BEM VINDOS

olá! sejas Bem vindo ao s.o.s da mulher,espero que goste dos tópicos e que seja de bastante aproveito para vc.
se gostar ou estiver com alguma dúvida comenta ou fala no mural ao lado irei te ajudar e agradecer.
Beijão, fique avontade.

terça-feira, março 15, 2011


Dicas para o dia-a-dia de seu bebê

5


*Roupinha
  • O travesseiro da criança deve tomar sol todos os dias para tirar os ácaros?


Não é necessário que seja todos os dias, mas é importante colocá-lo ao sol e trocar a fronha pelo menos uma vez por semana.
  • Devo passar as roupinhas do bebê após a lavagem? E posso usar os produtos específicos para isso? 

É sempre bom passar as peças lavadas. No entanto, evite utilizar esse tipo de produto para alisar as roupas. Eles podem conter substâncias que causam irritações e alergias quando entram em contato com a pele do bebê, que nessa fase é muito sensível.
  • Com que freqüência devo lavar o lençol e o protetor de berço do bebê? 

O lençol deverá ser trocado quase diariamente, ou sempre que o bebê regurgitar ou sujá-lo com fezes ou urina. Já o protetor de berço dependerá da quantidade de poeira no local. Ao menos a cada 15 dias é recomendável lavá-lo.
  • A partir de que idade posso usar sabão em pó para lavar as roupas do meu bebê?


O fato de ser em pó não é um problema - é possível encontrar sabão de coco, por exemplo, nessa versão ou líquido. O importante é que, pelo menos até os 6 meses, as roupas do bebê sejam lavadas com um produto específico para peças delicadas. Depois dessa fase, atenção apenas ao enxágüe para evitar que fiquem resíduos do produto
nos tecidos.
  • Como devo lavar as roupinhas do meu bebê? Posso usar amaciante?

O ideal é que as roupinhas sejam sempre lavadas antes de a criança usá-las pela primeira vez. Isso é importante para remover sujeiras e resíduos, como restos de tinta, que podem vir grudados no tecido. Quando for lavá-las, prefira sabão de coco ou os indicados para roupas delicadas. Lembre-se de enxaguar muito bem cada uma das peças e certifique-se de que não há sobras de sabão nelas. Quanto ao amaciante, alguns médicos não o recomendam devido ao risco de ocorrência de reações alérgicas. Mas acredito que não há problemas se ele for usado em pequena quantidade e se a roupa for bem enxaguada. O produto, no entanto, deve ser evitado caso a criança já tenha tido alguma alergia de pele ou respiratória - vale também ouvir a opinião do pediatra. Outra coisa: verifique se o armário está livre de bolor. E não deixe de lavar aquela blusinha que ficou guardada na gaveta desde o chá de bebê.
  • O tecido das roupas pode provocar problemas de pele no meu filho?
A recomendação para recém-nascidos e bebês pequenos é o uso de roupas de algodão ou tecidos macios, que permitem a boa transpiração da pele. Roupas mais pesadas e ásperas podem causar irritação e desconforto. Se a peça for nova, é importante lavá-la antes de a criança usá-la pela primeira vez. Nesse caso, utilize sabão de coco ou sabão líquido para roupas delicadas – esses produtos são mais naturais e menos agressivos. Evite amaciantes. Enxágüe muito bem e seque ao sol. No verão e nos dias mais quentes, nada de gorro, luvas e sapatinhos de lã - esqueça também o xale de lã amarela! Vista a criança com roupas leves e frescas. Para não errar, recorra ao seguinte parâmetro: vista o bebê com apenas uma camada de roupa a mais em relação ao que você estiver usando. É o suficiente.
  • Posso perfumar o lençol do meu filho ou isso o deixará irritado?
O bebê dorme muito e fica várias horas em contato com o berço,
por isso, não se recomenda o uso do perfume no lençol. Quanto mais neutro o cheiro da roupa de cama, mais confortável será para o
seu filho.
* Acessórios
  • Que cuidados devo tomar na hora de comprar um colchão para o berço?

o importante é que seja um colchão nem muito macio nem muito duro. Existem algumas opções interessantes como colchões que oferecem tratamento anti-ácaro e com propriedades hipoalergênicas.
  • Devo higienizar o protetor de berço, carrinho e cadeira para o carro do bebê antes do uso? Caso seja necessário, qual é a melhor forma de fazer isso?

Sim, semanalmente ou sempre que houver contaminação com sujeira ou com contato de outras pessoas. As peças plásticas como cadeira e carrinho podem ser higienizadas com álcool gel e as de tecido lavadas e expostas ao sol. Mas atenção, consulte o manual do produto para saber se o álcool não irá manchar o plástico.
  • O que é melhor usar no quarto do recém-nascido: ventilador ou ar condicionado? 

Na verdade nenhum dos dois é muito bom. Mas se a temperatura estiver muito alta e você for fazer uma opção, escolha o ventilador. E atenção: deixe-o virado para a parede contrária ao berço, de forma que o aparelho não direcione o vento para o seu bebê e apenas faça o ar circular no quarto.
  • Como limpar os brinquedos e objetos que o bebê costuma levar até a boca?

Geralmente água e sabão são mais que suficientes. Dependendo do material desses objetos, você pode até usar pequenos esterilizadores que vão no microondas e são bem fáceis de utilizar. Esse aparelho serve ainda para higienizar os bicos de mamadeira.
  • Posso colocar aquecedor no quarto de um recém-nascido?

Pode deixar sim, mas alguns cuidados são importantes. Dê preferência aos aquecedores a óleo, que ressecam menos o ar. Sempre coloque uma vasilha com água para umidificar um pouco o ambiente. E quando perceber que o quarto atingiu uma temperatura adequada, desligue o aparelho.
Se você tem crianças maiores em casa, atenção ainda na hora de escolher onde ligar o aquecedor: em locais de fácil acesso, elas podem esbarrar e se queimar.
*Alimentação
  • Meu bebê tem 9 meses e desde que sua alimentação deixou de ser exclusivamente o leite materno tem prisão de ventre. Ofereço bastante líquido, principalmente água durante o dia e procuro oferecer caldos e sopinhas. Suas fezes são muito ressecadas, o que provoca sofrimento na hora de evacuar. Quais alimentos devo evitar e quais devo introduzir em seu cardápio para ajudá-lo?

Precisaríamos saber o que o pediatra dele recomendou que ele comesse nesta idade e que leite ele está tomando. Acho que o ideal é discutir o assunto com seu médico para que ele oriente alimentos que auxiliem a evacuação.
  • Qual é a melhor posição para deixar o bebê depois da mamada?

O bebê pode ficar com a barriga para cima. Mas se você percebe que ele costuma engasgar nessa posição, experimente deitá-lo sobre o lado direito. Dessa forma, o esvaziamento gástrico será facilitado e, se ele regurgitar, não engasgará.
Minha filha não mama por vontade própria. Toda vez que vou dar de mamar, ela abre o berreiro. 
Meiriani,
Se a sua filha for recém-nascida, talvez ela esteja tendo dificuldades para adaptar-se ao bico do seio. Isso é comum e, felizmente, passa em pouco tempo. Mas oferecer mamadeira nessa fase geralmente complica esse processo de adaptação. Procure verificar também se o nariz dela não está entupido -- isso pode dificultar a mamada. Meu conselho é que você converse com o pediatra da sua bebê. Ele poderá auxiliá-la com orientações corretas sobre o assunto, o que a deixará mais tranquila.
  • Minha filha tem 4 meses e já toma sucos e chazinhos. Existe algum problema em oferecer algo além do leite materno nessa idade? 

O recomendável é que sua filha seja amamentada até os 6 meses de idade. Isso significa que ela deve ingerir somente o leite materno durante essa fase. No entanto, não há problema se o seu pediatra já recomendou a inclusão de sucos e chazinhos nesse período. O importante é que ele esteja ao par do desenvolvimento da sua pequena para decidir com você a melhor época para entrar com a papinha de frutas e a sopinha.
  • Minha filha tem 1 ano e 3 meses e ainda mama no seio. Gostaria de parar de amamentá-la, pois acho que isso faz com que ela se alimente muito mal. Como proceder, já que a pequena só dorme mamando e não usa chupeta?

Não é recomendável que a criança durma assim, pois , na verdade, ela está utilizando o seio como chupeta. O ideal é tirar esse hábito gradativamente: dê o seio para a última mamada à noite e, depois disso, somente água, se ela estiver com sede. A partir daí, vá dificultando cada vez mais as mamadas quando você perceber que a intenção da sua filha é mais passar o tempo ou ganhar segurança do que alimentar-se. Procure também conversar com o seu pediatra para que ele a auxilie nessa tarefa, que não é muito fácil. O principal é você não se sentir culpada por retirar o seio, sua filha já mamou bastante!
  • É normal o bebê transpirar enquanto mama?

Isso é normal, sim, e ocorre devido ao esforço que ele faz para mamar. Mas o pequeno talvez esteja suando porque está muito agasalhado - assim, nada de sapatinhos de lã, xale, luvinhas e gorro, principalmente nos dias quentes do verão. Por outro lado, a transpiração em excesso pode indicar carência de vitamina D, uma substância que tem sua produção ativada no organismo pelos raios solares. Daí a importância de levar a criança para tomar banhos de sol regularmente. Por fim, se o problema persistir, o melhor caminho é conversar com o pediatra do seu bebê que, com certeza, a deixará mais tranquila.
  • Posso colocar açúcar no suco da minha filha de
    6 meses? 

Eu não recomendo. Acho importante que a criança sinta o gosto da fruta. Além disso, o excesso de açúcar pode causar problemas como cáries e até obesidade no futuro. Por isso é um hábito que deve
ser evitado.
  • Faz mal dar banho logo depois da papinha?
Não há problema nenhum. Deve-se colocar o bebê para arrotar e, em seguida, banhá-lo em água morna. Quando a criança está de barriga cheia, chora menos e aproveita mais o banho. Mas é importante que ele seja breve, para evitar que o pequeno regurgite.
  • Por que não devemos guardar a colher de medida do leite em pó dentro da embalagem. Por que não,  se ela vem dentro da própria lata?

A colher foi acondicionada dentro da lata por meio de um processo semelhante à esterilização. Ou seja, antes de ser aberta ela está livre de micróbios. Mas, depois que o produto é usado, coloca-se a mão na colher e ela é contaminada com microorganismos que ficam espalhados por todo o nosso corpo. Aí, se você a guarda novamente junto com o leite, o alimento também pode ser infectado. Por isso recomendo que a colher seja lavada após o uso e permaneça fora da lata.
  • Dizem que é preciso ferver a mamadeira antes de colocá-la em uso. Preciso fazer isso todas as vezes que o bebê for usá-la ou somente depois de comprar o objeto? 

Até que o bebê complete seis meses, o ideal é ferver a mamadeira e o bico antes de cada mamada. Para isso, você pode usar esterilizadores de microondas ou uma panela normal. Depois desse período, basta higienizar esses utensílios com água, sabão ou produtos específicos. E, atenção: no caso de quem oferece leite em pó à criança, é preciso tomar cuidado com a colher de medida que vem com o produto. Ela também deve ser fervida e nunca ficar guardada dentro da lata.
*Banho
  • Devo lavar a cabeça do recém-nascido todos os dias? Caso não seja recomendado, quando devo começar a lavar com essa frequência?

Pode lavar, sim, sem problemas durante o banho. Use para isso um xampu infantil e enxágue bastante após o uso tomando cuidado para não entrar nos olhos do bebê.
  • Como lavar a cabeça do bebê: de barriga para cima ou de costas? 

Como você se sentir mais segura. O importante na hora do banho é a mãe ter certeza que o bebê não vai escorregar de suas mãos e cair. Algumas crianças preferem ficar de bruços, enquanto outras demonstram menor agitação quando estão de costas. Segure firmemente o tronco do seu filho com uma das mãos e use a outra para ensaboar os cabelos e jogar água para retirar a espuma formada. E muito cuidado para não deixar entrar sabão ou xampu nos olhos, nos ouvidos e no nariz do pequeno.
  • A banheira do bebê tem que ser esterilizada todos os dias?

Esterilizada, não. Higienizada, sim! Após o banho do bebê, é sempre bom lavar a banheira com sabão neutro e, no final, secá-la bem. Se quiser, você pode ainda passar um pano com álcool em gel para
finalizar a limpeza.
  • Meu bebê tem 1 mês. Que tipo de sabonete devo usar para dar banho nele? 

A pele do bebê geralmente é mais sensível e delicada do que a dos adultos. Dessa forma, na hora de comprar um sabonete para seu filho, dê preferência aos produtos indicados para a faixa etária do pequeno. Isso porque essas fórmulas infantis são menos agressivas, não removendo de maneira excessiva a gordura que protege a pele da criança.
  • Posso dar banho todos os dias no meu filho mesmo quando ele está gripado?

Não há problema nenhum - é até bom, porque o banho irá refrescá-lo. Mas atenção ao local onde se lava a criança. O ideal é que não haja corrente de ar -- isso, sim, poderia agravar o quadro de gripe. Procure também vestir o bebê assim que ele sair da água. Dessa forma você evita que seu filho fique exposto ao frio.
  • Meu filho tem 7 meses. Preciso lavar o cabelo dele todos os dias? 
Algumas crianças têm mais cabelo, outras menos. Algumas suam mais ao longo do dia, outras nem tanto. Isso tudo influencia na freqüência com que os cabelos precisam ser lavados. Se você acha que, no caso do seu filho, há necessidade de enxaguá-los diariamente, não existe problema nenhum. Procure sempre usar xampus indicados para a faixa etária do bebê, mas lembre-se de evitar que o produto entre em contato direto com os olhos dele.
  • A partir de que idade posso usar xampu e condicionador nos cabelos do bebê? Os da minha filha estão muito ressecados.

Não existe uma idade ideal para lançar mão do produto. Às vezes a criança nasce com muito cabelo e, assim, é preciso lavá-lo diariamente desde cedo. Para isso, o mais recomendado é recorrer a um xampu infantil em pequena quantidade. Já o condicionador talvez não seja necessário. Quanto ao ressecamento, o uso de uma fórmula indicada para adultos ou mesmo o excesso de xampu infantil podem causar
o problema.
  • Como posso saber se o umbigo do meu bebê está bem limpo?

A limpeza do umbigo com água, sabão e um cotonete é em geral suficiente para dar cabo de qualquer sujeirinha que por ventura tenha ficado retida ali. Mas, atenção: alguns bebês podem apresentar uma pigmentação no umbigo – em outras palavras, isso não tem nada a ver com falta de higiene
  • Por que os cabelos do meu filho de 3 meses estão caindo? Teria a ver com o xampu?
Geralmente, não há ligação entre o uso do xampu infantil e a queda de cabelo em bebês nessa faixa etária. Isso porque é normal a troca dos fios entre 2 e 4 meses de idade. Após a queda, nascerão novas mechas ainda mais resistentes do que as que se foram.
  • Quantos banhos eu posso dar por dia?
Geralmente, recomenda-se um por dia, de preferência ao meio-dia, quando a temperatura está mais quente. No verão, o ideal são dois banhos, um no meio do dia e outro no final, por volta das 18 ou 19 horas, para que o bebê fique mais fresco.
*Cabelo
  • Meu bebê de cinco meses está ficando careca.
    Isso é normal? 

É muito comum as crianças perderem fios de cabelo nos primeiros meses de vida, principalmente se os cabelos forem muito fininhos. Não é necessário fazer nada, apenas observe, mas se persistir converse com seu pediatra a respeito..
  • Como combater as caspas no bebê? E o que fazer para evitá-la? 

Por não saber exatamente a idade de seu bebê, penso que você esteja se referindo à crosta láctea, que aparece no couro cabeludo de recém-nascidos e lactentes. Essas crostinhas podem ser retiradas com um algodão e um pouco de óleo de amêndoas, mas é importante observar: se a descamação for grande é necessário que o pediatra avalie e receite algo específico. Não deixe de conversar com o seu médico sobre isso na próxima consulta.
  • Meu bebê tem cabelos oleosos. Existe algum tratamento para isso? Posso usar xampu de adulto no bebê?

A oleosidade dos cabelos pode ser diminuída lavando a cabeça da criança com xampu infantil mesmo. Evite utilizar fórmulas destinadas a adultos, pois podem ressecar e causar irritações no couro cabeludo do seu pequeno.
*Fraldas
  • Quantas vezes ao dia um recém-nascido faz cocô? 

Nos primeiros 30 dias, um recém-nascido normalmente evacua a cada mamada. São os efeitos do chamado reflexo gastrocólico. Funciona assim: toda vez que o estômago do bebê está cheio, o intestino se contrai e ele faz cocô. Após esse período, a criança amamentada exclusivamente no seio passa a evacuar muito menos – em alguns casos, uma vez a cada dois ou três dias. Isso também é normal e se chama obstipação fisiológica do lactente.
  • É normal o bebê não fazer cocô todos os dias? Por quantos dias ele pode ficar sem fazer? Posso usar laxante ou supositório? E quando é caso de levá-lo ao pediatra?
  • , BAMINHA filha de 2 meses, que só mama no peito, está demorando muito para fazer cocô – de 3 a 5 dias. Isso é normal? 

É absolutamente normal que o bebê amamentado não faça cocô todos os dias como vinha fazendo até o final do primeiro mês. Trata-se de algo conhecido no meio médico como obstipação fisiológica do recém-nascido. Em outras palavras, isso significa que a criança absorveu todos os nutrientes do leite materno e não tem nada para eliminar, algo diferente do que acontece com a criança alimentada com leite de vaca. Assim evacuar uma vez por dia ou a cada dois ou mesmo três dias não é motivo para preocupação. Também não há motivo para usar laxante ou supositório -- a menos, claro, que o pediatra indique. É sempre bom conversar sobre o assunto com o médico do seu filho que a tranqüilizará e estará atento à evolução de seu pequeno.
  • Meu bebê de dois meses não consegue fazer cocô. Às vezes, ele faz uma vez ao dia, mas às vezes fica dois dias sem fazer. Como posso regularizar o seu intestino? Qual é a frequência considerada normal? 

Não existe uma freqüência considerada normal para todos os bebês, mas podemos dizer que evacuar de uma vez até várias vezes ao dia pode ser considerado normal. O importante é o aspecto das fezes, que devem apresentar consistência e características normais. A partir de um mês de vida, é comum o bebê, alimentado exclusivamente ao seio, ter uma obstipação fisiológica (não fazer cocô). Nessa idade, ele pode ainda evacuar duas ou três vezes em um dia e depois ficar um ou dois dias sem fazer. Isso é normal. Não necessita de supositórios, nem laxantes e vai melhorar com a idade!
  • Minha filha tem três anos e meio. Já há algum tempo, durante o dia, faz xixi no banheiro normalmente, mas à noite ainda faz na fralda. O que devo fazer para que ela pare de precisar da fralda à noite? 

Apesar de já estar na hora de deixar a fralda da noite, cada criança tem seu tempo. Você pode procurar descobrir em qual horário ela costuma fazer xixi e levá-la um pouco antes ao banheiro. Assim quando ela começar a acordar com a fralda seca terá um reforço para sua retirada.
  • Qual é a idade adequada para tirar as fraldas? 

Isto é muito variável. Em média, em torno de 2 anos e meio, pode ser um pouco antes ou um pouco depois, o bebê já terá condições de iniciar o uso do penico. Mas cuidado para não forçá-lo antes da hora, pois isto fará com que ele não queira mais usá-lo. Vá conversando com ele e brincando para ver se ele se acostuma.
  • Sou mãe de uma garotinha que vai completar cinco anos em novembro, mas que ainda faz xixi na cama. O que posso fazer? 

Provavelmente isto não é tão preocupante como você imagina. Em primeiro lugar é sempre bom conversar com seu pediatra para que ele afaste uma causa orgânica como uma infecção urinária por exemplo. Existem várias técnicas de reforço positivo que você pode discutir com ele, uma delas é fazer um quadro com os dias do mês, onde a cada dia sem fazer xixi na cama ela ganha uma estrela prateada para colar no quadro. A cada 5 noites consecutivas ganha uma estrela dourada. Se estiver bem e uma noite escapar, explique que isto é normal, não deixe que ela se frustre com a brincadeira e inicie novamente. Após 30 noites consecutivas você pode dar o presente que ela queria muito e que vocês combinaram antes de iniciar o jogo.
*Sono
  • Qual a posição correta para o recém-nascido dormir? 

Nunca na posição “de bruços”! O ideal é que ele fique deitado com o auxílio de um travesseiro pequeno ou de uma “bala” sobre o lado direito após as mamadas.
  • Tenho um bebê de 25 dias. Ele mama bem, arrota sem dificuldades e sempre cai no sono nos meus ombros. O problema é que quando eu o coloco no berço, ele acorda e chora. O que faço? 

Pode ser que ele não tenha mamado o suficiente, ou que ainda não tenha arrotado bem e o estômago ainda está com ar da mamada. E, ainda, pode ser somente insegurança. Se você tiver certeza que ele mamou bem e arrotou, coloque ele no bercinho e continue ao seu lado segurando sua mão ou dando seu dedo para ele segurar um pouco. O uso de almofada lateral (tipo bala) também podem ajudá-lo a sentir-se mais seguro. E, principalmente, vá com calma, pois esta fase passa.

5 comentários:

Juh Barreto disse...

Ahhhh lendo suas dicas deu ate curiosidade de saber como seria qdo esse momento chegar, ainda não aprendi a cuidar de mim... magina de um outro ser??!?! rs


Beijos linda... apareça mais no meu cantinho andei sentindo sua falta!


Juh

www.territoriodemeninas.blogspot.com

No Twitter:
@TDMBlog

Wennya disse...

rsrs e olha que é muito complikdo msm.rsrsr
pode deixar migah q apareço sim.
bjim=)

Day disse...

Oi adorei o seu blog, tenho um tbm... www.universodobebe.blogspot.com, posso te colocar entre os meus blogs amigos e vc me coloca nos seus???? bjinhos

Anônimo disse...

Nossa como me ajudou muito o SOSda mulher tirou minhas duvidas que ey tinha beijos e d+

Wennya disse...

oi muito bom saber que consegui tirar as dúvidas que voce tinha.
volte sempre *-*

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...